quinta-feira, janeiro 27, 2011

A Árvore

O corte de uma árvore dentro de um condomínio, no bairro do Jaraguá,
Zona Norte de São Paulo, virou uma neurose na semana passada.
A polêmica se deu em virtude de a árvore ser grande e velha:
um jatobá de 13 metros de altura e aproximadamente 35 anos de idade.
Ela ficava dentro de um condomínio construído em seu entorno
e decretaram sua derrubada nesta sexta-feira. A construtora
tinha até a autorização assinada pela subprefeitura local.
“Foi autorizado o corte de um eucalipto e do jatobá”,
disse um funcionário da construtora.
Contrataram uma empresa para avaliar as condições da árvore.
Houve uma denuncia, e a polícia florestal esteve no local,
porém os papéis para o corte estavam em ordem.
Estavam todos preocupados!
- Ela é perigosa...
- Ela está num local impróprio...
- Ela pode amassar um carro se um galho cair...
- Tem um enxame de abelhas...
- Ela pode matar alguém...
- Cuidado com ela!
Por fim, começou a derrubada.
A árvore, já não seria mais o perigo para as pessoas.
Ela veio abaixo, e também seu mundo...


Toda vez que vejo uma árvore derrubada
Nos terrenos das construções
Penso na loucura dos homens
Na insanidade absurda
Que nasce nos corações

Penso na ganância
Que corrompe e solapa
Não se preocupando
Com o futuro da raça

Mas penso na própria árvore
Que indefesa contra o nefasto
É sacrificada e morta,
E trocada pelo aço

Por algumas somas de dinheiro
Para ser arrancada
E mais tarde transformada
Numa cruz e numa estaca

Crucificando e transformando
Toda terra num deserto
Sepultando a ESPERANÇA,
Desse ÉDEN que nos resta!

Nenhum comentário: