quarta-feira, agosto 19, 2015

Dá-me da tua Essência


Essência das Essências perfumada,
Entre espinhos lutuosos do martírio;
Estás linda entre as flores adornada,
Graciosa Flor das flores meu delírio...

Entre rosas de perfumes matinais,
Sedutora, delicada e vaporosa;
Entre as flores perfumosas imortais,
Dos amores virginais e melindrosa...

Com o amor, entretanto prevalece,
O aroma perfumoso e almejado,
Que o orvalho feito lágrima conhece...

Mas os sonhos floridos da Primavera,
Que em minh'alma hoje feneceu,
Foram sonhos desta última Quimera...


9 comentários:

Toninhobira disse...

Ah, amigo que volta mais acelerada,esperada espalhando sentimentos com as paixões em vasos de flores encantados.Sempre muito intenso para falar do amor.Parabens sempre,pela poesia que mora em voce.

Evanir disse...

Meu Amigo.
Hoje fui agraciada com um belo presente .
Fiquei feliz com sua carinhosa visita e a maravilhosa oferta ,
que veio alegrar meu coração ultimamente um poco triste .
Como é bom ter amigos e conserva -los ao longo do tempo.
Com alegria no coração estou levando seu poema para
postar como tantas vezes fiz numa união linda entre amigos.
Dessa vez não será postado com nenhum outro poema não vou fazer mais postagem com dois poetas juntos.
Amigo muito agradecida já estou levando seu poema espero poder
postar muitos deles ainda meu amigo...
Um carinhoso abraço sua amiga sempre.
Evanir..

Evanir disse...

Amigo voltei só para avisar que vim avisar
que já fiz minha postagem.
Beijos e beijos.
Evanir.

A Casa Madeira disse...

Olá Antônio vim através do blog da Maria luisa;
Belo poema;
Prazer em conhecer.
Janicce.

CÉU disse...

Como sempre, sonetos muito bem "bordados".
O título dele já diz tudo.
Bom fim de semana.
Abraços.

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Antonio muito lindo teu poema dando asas a imaginação, pra mim pareceu um último tributo a uma bela flor arrancada antes do tempo de seu canteiro, lindo demais a imagem então perfeita, beijos Luconi

Olinda Melo disse...


Uma Flor, Bela entre as mais belas, e, como tudo na vida,
também não isenta de espinhos.
Excelente momento de leitura, meu amigo.

Abraço.
Olinda

Maria Rodrigues disse...

A essência do amor e da saudade.
Lindo soneto
Beijinhos
Maria

Lourisvaldo Santana disse...

Sensacional!