segunda-feira, fevereiro 07, 2011

Ironia das Lágrimas

Se a angustia desse amor te crucifica
Não é o amor culpado da tua aflição
Ele deixou a herança e agora testifica
Da tua delicadeza, pureza e afeição

Estarás para sempre nos poemas
Nos poemas de amor e do que fica
Versos floreados dos teus temas
Na transfiguração de tua alma rica

Estás hoje na saudade consumida
Por lembranças, pelas flores e delírios
Com os sonhos, e uma triste despedida
Sem as jóias adornadas sem os lírios

Mas é que a tua sublime trajetória
Na convulsão dos teus soluços tantos
Foi embebida de lágrima ilusória
Das águas vertidas dos meus prantos...






10 comentários:

O Árabe disse...

Meu abraço ao amigo, minha admiração ao poeta! :) Salam Aleikum, irmão.

Multiolhares disse...

Tão lindo como triste, tanta perda, tanta consumição.
bj

Alma Inquieta disse...

Que lindos versos!
Adorei, tens poesia na alma!

Obrigada pela visita.

Gostaria de convidar-te a visitar o meu blog principal...

http://osestadosdealma.blogspot.com/

Um beijo enorme e obrigada por partilhares a beleza dos teus versos.

Zil Mar disse...

Oi Poeta...

Lindo seus versos....

escreve com os dedos do coração....

"Na convulsão dos teus soluços tantos Foi embebida de lágrima ilusória Das águas vertidas dos meus prantos.."

achei demais bonito!!!!!

bjo!

Zil

♪ Sil disse...

E como são irônicas nossas lágrimas (algumas vezes....).

És um poeta que já nasceu pronto, meu amigo.


Um abraço grande!

Valquiria Calado disse...

Olá amigo, tenho lido tuas letras cheias de emoções lindas; Quanto ao selo deixo abaixo o endereço do SELOS & MIMOS.
http://meusenossossselosemimos.blogspot.com

UM GRANDE ABRAÇO DE PAZ E LUZ.

Sonhadora disse...

Meu querido
Mais uma vez te digo...bendita musa que te arranca da alma tanta beleza e ao mesmo tempo tanta tristeza.
Mas quem sou eu para falar de tristeza....

Deixo Beijinhos carinhosos
Sonhadora

Amor feito Poesia disse...

"....Cuidado com os olhares de quem não sabe te amar...
eles costumam lhe fazer esquecer que você vale a pena... "

(Fábio de Melo)

Feliz Semana e Beijos meus! M@ria

Sergio disse...

Cheguei até aqui por Alma Inquieta e me encantou ler os teus versos.

Sou argentino, mas o meu blog também se escreve em português.

Se o visitas, oxalá te agrade como me agradou o teu blog.

Cumprimentos,

Sergio.

Toninhobira disse...

Inspiradissimo amigo.Este cantar ficou excelente na poesia,da dor da ausnecia da distancia que punge nas lembranças que sabemos jamais se concretirarão ou se repetirão.Bravo. Abraço de paz.