quinta-feira, fevereiro 17, 2011

Imortal Atitude

Por serdes de uma beleza fulgida formosa
Com ternura, por entre as flores delicadas
Tudo torna uma graça, para mim esplendorosa
Sobre tuas singelezas, virginais e imaculadas

Em teu corpo, há um letárgico encantamento!
Frutos da tua essência, pueril, e agraciada
Doces harmonias vagam em meu pensamento
Sonhos em que te via, alegre, e apaixonada!

Ouço uma canção, e sinto tal melancolia
Quando a escuto, vaga, triste, desolada
Sobre as lembranças, do amor que apetecia
Esperança que nutria, e agora abandonada

Fico sempre a pensar, se tu viesse a morrer
Será eterna angústia, e que mais me restaria?
Somente as canções, do amor, do bem querer
E o mundo que almejava, para mim sucumbiria

10 comentários:

Toninhobira disse...

Um lindo exercicio sobre a melancolia e com um poema de arrebatar os sentimentos que nos acometem em transe de lembranças tantas de um amor que se nao nos completa deixa esta esta sensação de acalanto em forma de canto.Voce explode na poesia e vive de belas criações.Sempre minha admiração amigo.Meu abraço de toda paz na alma e liberdade de coração.

Mel Braga disse...

A delicadeza de seus versos é smplesmente encantadora...
É possivel passear por sua escrivaninha e mesmo em versos tristes encontrar uma beleza fora do comum...

Aprecio e muito a sutileza de um poeta... consegue me fazer imaginar... sonhar e aplaudir de pé tamanha preciosidade...

Parabéns... beijo grande!!!

Mel Braga disse...

A delicadeza de seus versos é smplesmente encantadora...
É possivel passear por sua escrivaninha e mesmo em versos tristes encontrar uma beleza fora do comum...

Aprecio e muito a sutileza de um poeta... consegue me fazer imaginar... sonhar e aplaudir de pé tamanha preciosidade...

Parabéns... beijo grande!!!

flor de jasmim disse...

Quantas vezes eu própria não ouço uma canção e sinto uma enorme melancolia. Lindo poema, senti-o triste mas cheio de sentimentos,
de recordações que em certos momentos me completa.
Beijinho

Crisálida disse...

Na arte da poesia, você é um dos melhores que eu ja tive o prazer de ler. As letras com as quais você escreve seus versos parecem ser coroadas de magia, você transmite o recado de alma pra alma, de coração pra coração, conseguimos então, nos sentir dentro da sua emoção!
Parabéns! Beijo

Vinicius.C disse...

Olá!!

Venho agradecer seu carinho e contar que adorei o texto!!

É muito essa coisa de encontrar palavras e descrever o que se semte.

É bom chorar com a ponta dos dedos e em silencio confessar que ama!

Nos encontramos no Alma!

Um otimo fim de semana!

Sonhadora disse...

Meu querido amigo e doce Poeta

Não tenho palavras...digo apenas que senti este poema, como uma linda canção de amor...um fado Português, onde me embalei.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Multiolhares disse...

pensamentos misturados com musicas, lembranças, nostalgias que por vezes nos tocam sem esperarmos
Bj

LUCONI disse...

Querido amigo pensei que nem hoje conseguia, não sei porque há dias tento entrar aqui e não consigo, hoje ao invés de vir pelo meus favoritos vim através do link que se encontra no blog do Toninhobira, bem mas o importante é que aqui estou e me delicio com seus poemas, que para mim são como telas de arte, que me fazem sentir e vibrar cada sentimento do momento em que criaste a obra, beijos, vou levar teu link para constar na lista dos meus blogs amigos, saudades Luconi

Zen disse...

Sensacional inspiração a sua. Sempre que passo por esse seu cantinho me sinto transportada por lugares nunca antes visitados. É tudo muito mágico, muito lindo. Amo estar por aqui. Agradeço a sua visita a minha Montanha que é também encantada, pois sempre que estou por lá me sinto feliz, amada e recompensada... Beijo, forte abraço. Sandra.