domingo, março 13, 2011

Tormentas

O temporal nos carrega
Através das ruas molhadas
Onde os transeuntes cabisbaixos
Entornados em seus vultos...
Tateando em seus silêncios
E onde lama e lamento se misturam...

São enredos de uma peça
Sem graça, sem brilho, sem luz
Onde alegorias na rua morta
São apenas águas das chuvas,
Das fantasias de si mesmo...
Apenas restos mortais de um poema
Desfeito nas águas turvas...

Não sei se isso é nostalgia...
Não sei se é esse poema,
Soturno e silencioso,
Que ora floresce, na alma fugidia

E tudo acaba no monótono insano
Algo de arrebatador surgindo
Frieza, solidão do tédio humano
Quando de esguelha,
A morte surge rindo...

Mas o poeta que tudo canta
Do esplendor às dores, ais
Colhe por entre as águas
Os prantos nos temporais...

Meus sentimentos ao povo japonês.
Meus sentimentos a todos que estão sofrendo, em virtude das tormentas que ora atinge várias regiões no Brasil e no mundo.

17 comentários:

Ingrid disse...

,,"e tudo acaba no monótono insano"..
sem palavras para comentar teu poema.. sem palavras.. só o que senti ao ler..
beijo.

ONG ALERTA disse...

A força do amor...
Beijo Lisette.

flor de jasmim disse...

Vozes de Minha Alma
Não tenho palavras, apenas lágrimas e muito amor.
Beijo

Zil Mar disse...

Oi Poeta...

Qta força nas suas palavras!!!!

Me comovem....

meu abraço...e carinho!



Zil

Maria disse...

Poeta amigo sempre sublime a escrever.
Amigo deixei no meu cantinho “SELINHOS – Presentes dos AMIGOS”, um miminho especial é o Selo “GOTA NO OCEANO” que recebi e que gostaria de partilhar consigo, pois quero deixar também o meu apreço pelo seu blog, um espaço sempre maravilhoso, onde a poesia toca a nossa alma.
Beijinhos
Maria

Cristina Lira disse...

Oiii...tudo bem?
Adorei ler esta postagem, quanta criatividade e expressão juntas!
É um encanto vir aqui, neste cantinho que me faz tão bem...
Bjos no coração e uma excelente semana pra vc.

Flor de Lótus disse...

Olá meu caro poeta!Que os teus versos emanem vibrações positivas para que ele povo tão aturdido por imensa devastação.
Uma ótima semana!
Beijos

Van disse...

O poeta dá voz a tudo que cala fundo.

Você faz isto com imensa beleza e eloquencia

Beijos!

Sonhadora disse...

Meu querido

Nas palavras todo o teu sentir...um mar de emoções por onde naveguei.

Beijo com carinho
Sonhadora

Celina disse...

passei por aquí, para te dar os parabens poeta, neste dia dedicado a poesia vc não poderia ficar de fora, aproveitei e lí os versos lindos feito acho eu em homenagem a dor dos irmãos japoneses. Amigo um abraço de Celina. PS. Desculpa amigo se sair alguma letra trocada , estou me recuperndo de uma cirurgia na vista.

O Árabe disse...

Profundos sentimentos, irmão, que transbordam da tua magnífica poesia! Meu abraço, boa semana. Salam Aleikum!

Maria Luisa Adães disse...

Nas tormentas da vida, o vendaval nos segue...

Deixo minhas lágrimas e esqueço as palavras...

Com ternura, um beijo,

Maria Luísa

ValeriaC disse...

Profundas e sentidas suas palavras meu querido..fica minha solidariedade ao povo Japonês, assim como aos brasileiros também tão atingidos com as chuvas por aqui.
Saudades de voce amigo...tenha uma linda semana...beijinhos
Valéria

Amapola disse...

Boa tarde, querido amigo poeta.

Seu poema lindo veio do caos, assim como o diamante vem à tona.

Um grande abraço.

Evanir disse...

Querido amigo hoje Dia Mundial da Poesia ..
Convido você a ler a homenagem feita
no meu blog a todos os poetas,
Um lindo dia beijos,Evanir.

http://aviagem1.blogspot.com/

Zil Mar disse...

Poeta...

Hoje eu venho agradecer pelas suas lindas poesias compartilhadas....

Sua obra é bela...sua generosidade ainda mais...e sua alma me encanta!


meu abraço e carinho....SEMPRE!

zIL

Zil Mar disse...

Poeta...

Hoje eu venho agradecer pelas suas lindas poesias compartilhadas....

Sua obra é bela...sua generosidade ainda mais...e sua alma me encanta!


meu abraço e carinho....SEMPRE!

zIL