segunda-feira, abril 11, 2011

Carruagem de Fogo

Raul Seixas
Salvador, 28 de junho de 1945 — São Paulo, 21 de agosto de 1989

"Alguém sentiu o teu sofrimento obscuro
Amigo mensageiro solitário entre os seres
Talvez louco, peregrino, sapiente e imaturo
As letras te alçaram aos mistérios e prazeres..."
 
***
Foste irmão, companheiro e sincero.
Amigo! Quando foi que nós nos vimos,
Todas as vezes que o amor dividíamos,
Ao arrebatar-me do abissal mortífero?

Em tua bondade, amigo herói e leal,
Rompeste dificuldades, dividiste o pão;
No auge das festas, e da míope ilusão,
Na febre medonha, do delírio mortal...

Ouço, não acredito, duvido choro!
Da voz do infortúnio, desabo,
O mundo gira, cegam-me os olhos, a dor enluta...

Amarga tristeza dessa desgraçada sina
Perdi um irmão para a cabalística Morte
Hei de beber o fel, ao amigo lhe coube cicuta...


Crédito Imagem:


14 comentários:

O Árabe disse...

Tão bela homenagem, irmão, só mesmo dos teus versos poderia nascer! Meu abraço, boa semana. Salam Aleikum!

flor de jasmim disse...

Lindo demais!!! Sendo uma das mais sentidas homenagens que tenho lido, em cada frase sinto o carinho e o sentimento com que o meu amigo escreve.
Abraço

"Voando com Borboletas" disse...

Que linda esse mensagem...
Vim desejar uma semana de muita paz pra vc!!

Espero sua visita!
Bjs
Borboleta
www.voandocomborbolletas.blogspot.com

Carla Fernanda disse...

Belíssimo e faz juz ao profundo que Raul cantava e incitava com suas músicas.
Parabéns por saber ter usado palavras tão bem ordenadas para esta homenagem. Adorei!!!
Beijos e boa semana!!!

Carla Fernanda disse...

Palavras tão bem inspiradas!!!!
Claro!

Pablo & Florbela disse...

Com a sabedoria do tempo
aprendemos que na paisagem da alma
as fontes de águas que jorram
são o alimentam que acalmam.

Márcia Rocha

Beijos na alma e paz no seu dia! M@ria

Flor da Vida disse...

Seu poema é muito lindo, comovente e tocante!
Uma homenagem à altura desse ser inesquecível, que tivemos o prazer e a honra de conhecer através do seu talento e carisma...

A ti poeta, meus aplausos, sempre!!!

Lindo dia pra ti.
Beijos

Sonhadora disse...

Meu querido

Uma bela homenagem saída do mais profundo do teu sentir...do mais belo da tua alma.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Olinda Melo disse...

Lindo poema e uma bela homenagem.Voltarei aqui para ouvir a sua música e ficar a conhecê-lo um pouco.

Um abraço

Rosa Mattos disse...

Um soneto póstumo, tristonho e saudoso.

Querido, tem presente a sua espera lá no me blog. Uma coletânea que fiz com alguns de meus contos. Caso queira ler ou baixar, o link está na capa do livro na lateral direita.

Um abraço/!♫♫ E obrigada pelo carinho de sempre♫♫

Arnoldo Pimentel disse...

Muito bom seu texto, gostei de conhecer seu espaço, parabéns.

http://ventosnaprimavera.blogspot.com

Van disse...

Esta foi uma loucura sã

Lindo post, eterno Raul

TITA disse...

Bela homenagem e fonte de sentimento e beleza este teu post.Um abraço,muita paz e boa semana.

ValeriaC disse...

Bela homenagem num excelente poema...fruto de seu talento, meu amigo...
Quanto tempo não ouvia esta música...
Beijinhos...
Valéria