sábado, junho 04, 2011

Recanto Acolhedor



No silêncio taciturno de cinéreos recantos
Pétreos, soturnos, de moribundo aspecto
Paira certa beleza de angélicos encantos
Dolente, acolhedor, e um solitário afeto...


Paira um Adeus, por estes céus eternizados
Que nos silêncios e nos cândidos momentos
Vertem prantos sutis, saudosos, alicerçados
No seio da paz, desses tristes monumentos...


Acompanha-nos a luz, de abençoada essência
Mesmo na angustia, na morte, e na dormência
Para os mais ansiados e sempiternos confortos...


E com os santos óleos que a paz fascinadora
Conduzir tu’alma, tristonha, erma, sofredora
Chegarás segura ao mais acolhedor dos portos...

Créditos da imagem:

22 comentários:

Runa disse...

Nostálgico e belo soneto. Tua poesia tem um toque de gótico e misticismo que muito me agrada...


Bom fim de semana

Runa

Flor de Lótus disse...

Olá meu caro poeta!Tu consegues ver a poesia até na morte!Belos versos.
Beijosss

Maria disse...

Querido amigo como sempre um poema que toca a alma de quem lê.
Tenha um domingo maravilhoso.
Beijinhos
Maria

Evanir disse...

Querido Poeta Amigo.
Até com a morte você consegue fazer um lindo poema.
Um feliz Domingo beijos no coração,Evanir.

Ingrid disse...

na "finitude" da vida a "infinitude" de tuas palavras..
belíssimo!
beijos e bom domingo..

Toninhobira disse...

Poesia de inspiração profunda ungida com os santos óleos.Haja inspiração amigo.Bela csnrução neste texto fantastico. Meu abraço de admiração.

MARILENE disse...

O lugar traz tristeza, mas as almas já encontraram, certamente, a luz.
Lindo poema!

Bjs.

M@ria disse...

Saudade
é trazer para dentro do peito
o que deveria estar
ao alcance dos olhos.

Lou Witt

Beijos na alma e coração...M@ria

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Recantos acolhedores são aqueles onde a alma posa e jamais quer sair, haverá para nós simples mortais tal recanto, mas por forças maiores teremos de ir sempre voltando até que ela fique purificada e jamais cá volta para sofrer na carne com que vestimos nossos ossos.
Beijinhos de eterna saudade, de luz e muita paz.

Amor feito Poesia disse...

Cada dia que de presente recebemos
É mais um sonho que temos
De ver o sol para todos brilhar
Neste universo nos dado para amar.

Ataíde Lemos

Feliz Semana...Beijos meus! M@ria

Everson Russo disse...

Um poema intenso,,,nostalgico,,,profundo aos sentimentos da alma...abraços de boa semana pra ti meu amigo.

Celina disse...

mEU AMIGO QUE EMOÇÃO, GANHAR UMA POESIA TUA E POR CIMA LINDA, MAIS UMA VEZ MUITO OBRIGADA, E A ALEGRIA DE SABER O TEU NOME,ANTONIO, O NOME DE O TIO QUERIDO. A TUA POESIA É MUITO BONITA, EMBORA TRISTE LEMBRA LIGEIRAMENTE AUGUSTO DOS ANJOS, POETA QUE ADMIRAS UMA SEMANA BEM LEGAL PARA VC. ABRAÇOS CELINA

Bela disse...

Seu poema, caro poeta, é para mim um misto do misticismo simbolista com o ambiente noturno e sombrio que os poetas da segunda geração romântica tanto gostavam.
Seu estilo realmente me encanta em demasia!
Parabéns!
Beijos e uma ótima semana,
Bela.

Luz de Vagalume disse...

Como sabemos a água pode mudar de estado físico como, por exemplo, ir do estado sólido para o líquido, do liquido para o gasoso. Pois comparo a poesia como um dos estágios do amor,vaporizado pelo poeta, em lindas gotas de amor!
Poeta seus versos é a evaporação da beleza, que atingi todos os sentidos de quem ler.
Abraços de Luz!

TITA disse...

A morte como um ponto de partida...Belo poema amigo,que revela bem o tamanho e a grandeza da tua alma.Um abraço.

TITA disse...

A morte como um ponto de partida...Belo poema amigo,que revela bem o tamanho e a grandeza da tua alma.Um abraço.

Vivian disse...

...a Flor disse tudo.

trouxestes a poesia
até nos pezinhos
da morte.

bj, querido!

Olinda Melo disse...

Lindo!
Recantos pétreos e soturnos mas que transmitem angélicos encantamentos, um Recanto Acolhedor, em que nos acompanha a luz e confortos sem fim e mesmo perante a extrema unção, a Alma embora triste, não estará sozinha em direcção ao porto seguro…
Meu amigo, esta é a grande magia do burilar das palavras quando se é poeta. Adorei este seu poema!

Abraço
Olinda

Sonhadora disse...

Meu querido

Queria descansar nestas palavras...queria na serena calma do teu poema encontrar a minha alma e descansar nessa paz que descreves, descansar...até ao fim do fim.

Deixo um beijinho carinhoso
Rosa

ValeriaC disse...

Querido, muito reconfortante como voce escreveu este tema, neste belíssimo poema...
Beijinhos...
Valéria

Flor da Vida disse...

Olá amigo!
Perdoe-me a ausência, estive hospitalizada, só saindo hoje do hospital... E mesmo meia grog pelos efeitos dos medicamentos, vim te aplaudir por mais essa magnífica poesia, e lhe agradecer por suas palavras sempre incentivadoras em meu cantinho. Deus te abençoe e proteja sempre!

Deixo carinhos pra ti...
Beijos

victoria eugenia disse...

UN BELLO POEMA!!!!Mis felicitaciones.