quarta-feira, setembro 14, 2011

Bendito Fruto


Este líquido estranho
Que escorre nesta taça
Desta alma apaixonada
Que molha estes lábios
Que mata esta sede
Que alegra e extasia
E que sacia o coração...

É o néctar de uma flor
Concebida pelos deuses
Nas encostas de uma montanha
Talvez Baco, talvez Zeus
Quimeras de tanto Amor
Do doce fruto da vide
Tinto, Rosa ou Champanha

Pois quando na solidão
Nos goles que me sorvia
Embalando-me em sono
Em sonhos e alegrias
Era uma falsa ilusão
Na taça que me servias

24 comentários:

Ange disse...

A ilusão contida nesta taça deixa um certo amargo na boca,o qual é enxaguado pela beleza da poesia.
Um brinde ao poeta!

Ange.

Chiquinha Menduina disse...

Querido Antonio linda poesia, como sempre sua perfeição, parabens poeta...

Menduina ( não o encontrei como meu seguidor, saiste? não me deixe ..o poeta é meu incentivador...

Flor de Jasmim disse...

Como sempre triste!!!
Mas ha-de chegar o dia em que a solidão será banida do universo.
Beijo

★Isa Mar disse...

Explêndido, este poema tem algo de sedutor, envolvente e místico, muito bom!
Beijos em teu coração amigo!

Celina disse...

Querido poeta, mais uma poesia triste, onde a ilusão e os sonhos deixam um amargo sabor, uma poesia muito bem elaborada, parabens mais uma vez poeta. Um abraço fraterno. Celina.

Celina disse...

Querido poeta, mais uma poesia triste, onde a ilusão e os sonhos deixam um amargo sabor, uma poesia muito bem elaborada, parabens mais uma vez poeta. Um abraço fraterno. Celina.

Flor de Lótus disse...

Olá meu caro Poeta1que sorvas essa bebida com todo o teu amor e que apesar dos pesares ela te faça feliz...
Beijosss

cidinha disse...

Estou aqui agradecendo o carinho da sua visita. Muito obrigada amigo! Vc sempre generoso com seus comentários. Belo poema a nos encantar! Profundo, sedutor, melancólico e simplesmente maravilhoso! bjos no seu coração.

ValériaC disse...

Belíssimos versos meu querido...na vida, as vezes tanto nos iludimos, que acabamos sofrendo as dores de amor, por conta disto... mas que não achemos ser o amor algo que nos machuca e nem nos fechemos a ele...o que nos fere são sonhos desfeitos, o amor é sentimento que sempre valera a pena sentirmos...
Boa noite...beijos
Valéria

Toninhobira disse...

Por que a vida as vezes nos serve este vinagre, quando nossos labios desejam o mel, o sabor da alegria e vem esta tristeza em forma de vinho e paira na lingua.
Um bom fim de semana amigo e que toda tristeza se desfaça no brilho da manhã.
Meu abraço com toda admiração.

♫*Isa Mar disse...

Bom dia Antonio, voltei pra dizer que alguns seguidores dos "Versos Meus" reclamaram que não estão aparecendo, é só clicar novamente em particpar que normaliza, eu não excluí ninguém rsss são problemas técnicos do blog
Beijossss

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Era uma falsa ilusão na taça que nos servia, lindo, mas que é a vida mais que uma mera ilusão?
É uma passagem, é umas férias ou um virar de esquina.
Viver a vida com toda a Plenitude sempre o melhor que consigas, pois amanhã quem sabe se vais cá estar...
beijos de milhões de estrelas, estende a mão pois tu consegues lá chegar!...

Sonhadora disse...

Meu querido

O teu poema é um misto de amor e dor...de paixão e desencanto...de solidão e sonho.
E...como sempre adorei e deixo o meu beijinho com carinho.

Rosa

MARILENE disse...

Ainda assim, vale a pena sorver o líquido e alimentar a ilusão. O sono por ela embalado e os sonhos alimentados, não se perdem. Sequer na decepção e na saudade.

Bjs.

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Olá meu querido amigo de longa data, venho devagarzinho para não acordar os teus sentimentos, desejar que a vida te oferte as melhores iguarias que tu merece.
Abraços bem apertadinhos e beijinhos de luz e muita paz em tua vida, bom fim de semana...

Magia da Inês disse...

°º✿
º° ✿
♥ ♫°
Olá, amigo!
Ilusão... ai, coração!...

Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil°º♫
°º✿
º° ✿♥ ♫° ·.

Olinda Melo disse...

O líquido inebriante da paixão e da ilusão é realmente um néctar dos deuses!Temperado com a compreensão,com a harmonia, transforma-se num sentimento que alimenta o coração e traz a felicidade.

Como sempre, um lindo poema, caro Antônio

Abraço.

Olinda

P.S.Espero-o no meu blogue para tomar parte numa maratona de 'poesia louca'... ))

ONG ALERTA disse...

A busca...beijo Lisette.

Rosa Mattos disse...

Boa escolha de palavras, principalmente nos primeiros versos. Já de início criou um ritmo cativante, à parte toda a desilusão contida. E o tema mitológico bem oportuno e acertado, algo que aprecio bastante.

Parabéns. Grande abraço.

Maria disse...

Amigo António "Bendito" o seu maravilhoso dom de escrever, que nos encanta e delicia com as suas poesias.
Bom fim de semana
beijinhos
Maria

Ma Ferreira disse...

Fiquei encantada com seu poema!!
Parabéns!!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo

O amor é o vinho
da vida.
O vinho sempre
lembra o amor,
doçura que nos invade,
corpo, pulmão e coração.

Que a alegria seja
um rio a correr
em tua vida.

Van disse...

O que vida tem de mais real é a ilusão necessária para se vive-la.
É assim também nas paixões.

Um beijo Antonio!

LUCONI disse...

Bela, intensa e triste, a solidão sempre pairando, mas meu amigo tão feliz é aquele que tem recordações de um grande amor vivido, muitos só têm um coração vazio e perdido pelos amores hipócritas aos quais se dedicou. Querido amigo, meu companheiro está melhorando, mas ainda não temos um diagnóstico, os exames não foram conclusivos, então para tirarmos a dúvida a médica pediu uma ressonância, que acreditamos no máximo em 15dias termos em mãos.Mas sinto que tudo se encaminha para o melhor e o bicho papão não será tão feio, a médica esta otimista e isto nos dá muitas esperanças, obrigada pelo seu carinho e beijos Luconi