segunda-feira, setembro 05, 2011

Ilhado


Sozinho na praia estou a pensar
Escrevo na areia... (Espera em vão?)
Ouvindo distante o barulho do mar
Amada sublime do meu coração...

Sozinho na praia estou a pensar
Quem sabe um dia o amor reviver
Sublime amor, que espero voltar
Amada sublime, do meu bem querer

Ouço o som de gaivotas, o mar e o vento
Uma canção, tristonha lendária
De novo o amor e saudoso momento...

Ondas açoitam imponentes rochedos
Assédio incansável, diário e teimoso
Assim eu estou num teimoso tormento...

20 comentários:

Chiquinha Menduina disse...

Querido amigo Antonio, sua poesia é o que tu és explêndida, obrigada pela visita, quanto ao BLOG está sendo formatado outro, tomara que os amigos gostem vem na quinta feira....beijos da amiga.

Chiquinha Menduina disse...

QUERIDO ANTONIO, ME FAÇA UM FAVOR ENTRE LÁ NO MEU BLOG, E VEJA SE ESTA COM NOME AGORA, TE AGRADEÇO MUITO. BEIJOS

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Adorei o rochedo,e, ainda mais as mãos que deram nome ao rochedo. Porque sem elas era mais um rochedo esquecido como tantos outros, que muitos deles ninguém lhes liga, ou talvez fosse o gigante adamastor quando à passagem das caravelas dos descobrimentos Portugueses, beijinhos de luz e paz no teu caminho meu bom Samaritano...

ValeriaC disse...

Que lindo poema meu querido..há momentos na vida assim...em que nos sentimos ilhados, açoitados por solidão, dúvidas, (des)espera(nças)...sua alma falou através de seus versos... vou te aplaudir em pé, amigo, apesar de seus versos nos remeterem a uma certa tristeza, você fez o retrato perfeito de uma situação que tanto pode atormentar a alma.
A música e a imagem casaram-se com perfeição com o poema.
Boa e feliz semana amigo...beijos
Valéria

Flor da Vida disse...

Tão profundo... Tão lindo, que fica difícil ou quase impossível expressar em palavras a emoção que se sente ao ler esse poema tendo como fundo esta música que adentra a alma...

Poeta, abraço de Luz

Flor de Jasmim disse...

Vozes de Minha Alma
Profundo!!! Um poema triste que emociona ao ler o que tua alma transmite atravez dele. As tuas palavras e a música estão de mão dada.
Beijo

RosanAzul disse...

Olá Antônio! Te agradeço o carinho do comentário ao blog do Capítulo RosaCruz! Quando puder, explore mais o blog, tem muita informação lá.
Quanto ao teu poema, está lindo!
"Ouço o som de gaivotas, o mar e o vento
Uma canção, tristonha lendária
De novo o amor e saudoso momento..."
Gostei muito! Parabéns!
Meu carinho, beijo azul! Rosana

RosanAzul disse...

Olá Antônio! Te agradeço o carinho do comentário ao blog do Capítulo RosaCruz! Quando puder, explore mais o blog, tem muita informação lá.
Quanto ao teu poema, está lindo!
"Ouço o som de gaivotas, o mar e o vento
Uma canção, tristonha lendária
De novo o amor e saudoso momento..."
Gostei muito! Parabéns!
Meu carinho, beijo azul! Rosana

Toninhobira disse...

Meu amigo este mar que tanto bate nas pedras, que cria figuras maravilhosas, é o mesmo mar, que cria estes momentos de interiorização na melancolia, na busca das respostas, que nosso coração vem e interroga, para esta espera profunda.Inspiração explendida, dor aguda. Sempre cabe numa bela poesia.
Meu abraço e dias de paz.

♫*Isa Mar disse...

Oi Antonio lindo seu poema,mar é minha paixão e ouvir falar dele já me dá saudades rsss

Uma feliz semana pra ti!

Aleatoriamente disse...

Um poema muito belo.

Beijinho

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Amigo passei para apanhar um pouquinho de sol no seu rochedo, pois deve de ser um sitio onde vai pouca gente e eu adoro o barulho do silencio, é a melodia que reconforta a alma.
Olha amigo quando eu morrer quero ter um rochedo assim para passar algumas horas de elevação.
Beijinhos de luz e muita paz...

Van disse...

Como a onda que vai e vem, os pensamentos teimam.

Beijos Antonio!

MARILENE disse...

Om tormento do amor nos torna, realmente, ilhados. Para cada lado que se olhe, diante de toda a beleza que se vê, um único pensamento insiste em permanecer. Não se altera com as ondas que o podem de novo trazer.

Bjs.

Maria Alice Cerqueira disse...

Prezado Amigo
Especialmente hoje eu vim agradecer o seu carinho e apoio ao meu trabalho!
Muito Obrigado de todo o coração!
Abraço Amigo!
Maria Alice

Olinda Melo disse...

Olá, Antônio

Poema lindo, enquadrado por uma imagem que convida à nostalgia e ao sonho.

Abraço

Olinda

jackie disse...

Hola Antonio. Un placer conocerte y seguirte. Magnifico escrito. Me gusta. Muchas Bendiciones y Adelante!!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Este poema é lindo. O mar inspira, o som, o cheiro,a melancolia, tudo habita em nós quando presentes a tal imensidão.

Um abraço
oa.s

Soninha disse...

Assédio incansável, diário e teimoso, Assim eu estou num teimoso tormento... que linda frase... e que passe este tormentoo,, abraços

Celina disse...

QUERIDO AMIGO, PAZ PARA TODOS .
O CENÁRIO É TRISTE AMIGO, PRINCIPALMENTE PARA QUEM ESTÁ APAIXONADO. EMBORA TUDO QUE DESCREVESSES. SEJA BELO, O MAR AS ONDAS BATENDO NAS ROCHAS, O CANTO DAS GAIVOTAS, TUDO ISTO É MUITO LINDO, MAIS QUANDO ESTAMOS COM O NOSSO AMOR AO NOSSO LADO, NÃO NA INCERTEZA DA SUA VOLTA. É AMIGO ISTO É O AMOR, E COMO DOI. SE NÃO FOSSE ASSIM COMO SABERIA . DISTINGUIR A FELICIDADE DE UM AMOR VERDADEIRO CORRESPONDIDO.
UM ABRAÇO FRATERNO . CELINA