terça-feira, janeiro 25, 2011

Flor de lótus

São Lótus sublimes, de flores formosas
Da mística beleza, lindas, ornamentadas
Das cores vivas, vivas, esplendorosas
Nascidas das preces, lindas, agraciadas

É Flor de Lótus, singela e deslumbrante
Luzes das almas, na terra que aparece
Dos êxtases búdicos, etéreo e cintilante
Adorna teu corpo, divino, fulcro celeste

Vejo-te, excelsa nas graças e advindas
Das plenitudes, que em graça ora aparece
Nascida de flores sublimes, e que tão lindas
Que em tua alma transborda e te reveste

E assim te vejo florida e tão gloriosa
Envolta em Lótus, que tua beleza emana
Luzindo n’alma, de luz esplendorosa
No êxtase bendito sutil do teu Nirvana!