quinta-feira, fevereiro 24, 2011

Amor Transcendente


Vê como o amor te transcendentaliza?
Vê que transfiguração divina há em teu olhar?
No apogeu do amor que te unge e diviniza
Tu és a beleza mais celeste, no clarão de um luar!

Que mistério te faz linda, no afago de uma brisa
Florescendo em tua alma, como deusa do Oriente?
São teus beijos e perfumes, que em sonho me avisa,
Dos lirismos de um céu, divinal Onipotente!

É um sonho lírico, devaneios do amor
Onde um sentimento de singela afeição
Passa por teu céu, gracioso, soberano!

És feliz, oh flor luzente amorosa!
Vai aos gozos de místicas paisagens!
Fazei da dor, a felicidade e o gozo humano!