terça-feira, março 15, 2011

Poetas

Se não sabes, te digo de um modo distinto!
A sensação que tenho ao ler teus versos
É entrar em teu mundo através de Portas,
Conduzido por ti, nas asas da imaginação...

Bebo teus poemas como água cristalina e pura!
Enxergo fundo nessa água, a beleza de teu ser.
Água doce, fluindo de teus pensamentos aqui,
Jorrando da alma, nos sonhos do bem querer!

Teu poema é pura magia, feito um rio manso,
Ao sabor da fonte, nascida da tua afeição
Que conduz, ao levar-me por esse remanso,
Em som gracioso, lirismo, amor e canção...

Eu leitor, conduzido ao teu reino distante.
Lanço-me ao rio, guiado por teu coração...
Pois teu poema sendo um rio inebriante
É rio inspirador, de sonhos, amor, devoção...