terça-feira, março 29, 2011

Em teu Seio...

Lá nos pélagos da terra no mais fundo
Lá no seio acolhedor das nossas vidas
Ouço murmúrios d’anjos pelo mundo
Como o murmúrio d’almas esquecidas

Ouço teus clamores santos imaculados
Como os soluços dos prantos pelo frio
Ouço ainda os prantos ocultos velados
Como prantear secreto de águas no rio

É do amor mais puro esta rosa agraciada
Do consolo e dos esquecimentos tardios,
E dos anseios de minh'alma apaixonada...

Anjo que harpeja pelos céus sonolentos!
Com teu vulto sacrossanto e amoroso,
Dá-me dos teus doces acalentamentos...