quarta-feira, junho 15, 2011

Entorpecida


Esta formosura entre as flores, delicada
Com singeleza adormecida e refulgente
No aconchego entre as rosas, enfeitada
É uma beleza, desgraçada e inocente!

É uma dor, que neste cândido momento
Com os encantos divinais da alma flórea
Com as belezas do mais puro sentimento
Verto prantos malfadados desta história...

Pois com sonhos de amor que acalentei
E com as flores mais bonitas que ofertei
E nos enlevos divinais e esfuziantes...

Fiz preces pra adornar os seus caminhos
Com louvores, com lirismos e os carinhos
E este amor mais profundo do que antes...



Na esteira do despreparo do poder público e da sociedade em relação à prevenção e ao tratamento dos efeitos das drogas, o consumo do crack avança com desenvoltura no Ceará e faz multiplicar relatos de sua gravidade na capital e em cidades do interior.
O sociólogo Leonardo Mota, acredita que o interior do Estado não pode ser mais entendido como um “reduto intocado da modernidade“, longe dos progressos e malefícios que dela decorrem e que assim, como o ocorre nos grandes centros urbanos, crianças e adolescentes de municípios mais afastados acabam sendo vítimas de descaso do poder público e da própria sociedade. “Atualmente, os pais, sejam eles de classe baixa, média ou alta, trabalham como loucos para prover muitas vezes o necessário e quase nunca conseguem tempo para os filhos. Existe muito abandono em todas as classes sociais, principalmente o abandono afetivo.”, explica o sociólogo.


Créditos da Imagem:
" Bela Viana Adormecida"