domingo, junho 26, 2011

Sinfonia da Manhã


Na sinfonia da manhã, os pássaros cantando...
Nas árvores ipês, nos cedros e nas paineiras
Renasce o amor, nos versos que vou falando
Renasce no coração, nas flores de laranjeiras

Os versos que escrevi do amor que vou falando
À luz da inspiração, e dos sonhos que sonhei
Em meu coração, há letras que vou guardando
Nos dias primaveris, do amor que tanto amei

Ao som dos passaredos, das flores e uma paz
Vejo em tudo isso, a graça que nos aquece
Na vida que nos conduz, e o amor que satisfaz

De almas serenas e uma paz que tanto pedi
Nos céus divinos, das doces contemplações
 Doces contemplações, e luzes que me sorri!