terça-feira, dezembro 27, 2011

Transição d’Alma


Quando o homem desencarnar dessa matéria, 
E noutra, puder a Deus, sua face contemplar 
Será numa transição, e o fim de toda miséria, 
Numa cósmica substância, sua alma resgatar. 

 Pois numa constelação, num halo fulgurante, 
Estará quem sabe Deus, pelo mundo passear 
Talvez em um planeta, ou num astro radiante, 
Quem sabe duma luz, toda alma esquadrinhar. 

 Mas nessa minha visão, fruto de ignorância, 
Penso que o homem, e desde sua infância, 
Será em transição, quem sabe um advento! 

 Creio que essa transição, da substância evolui, 
E mostra para a alma, a rudeza que ontem fui, 
Como o abrir da porta, derradeiro movimento!