domingo, janeiro 29, 2012

Um só Corpo Quatro Elementos

Sagrado Fogo, o elemento que dá vida, dádiva ardente!
Em Letras na pedra, escritas com labaredas à mão
Esculpiu os mandamentos, iluminou minha turva mente
Como sarça ardente na alma, guiando meu coração!
Ar que respiro, doado pelo Excelso Pai Amoroso,
Mantém o meu viver, bendito ar do Moto Contínuo!
O sangue que flui, com o sopro inefável ardoroso,
Contém o Ar emanado, da boca do Verbo Divino!
Água da vida, que brotou das palavras de Sabedoria,
Que ao saciar a sede, refrigera um coração desolado!
Lava minh’alma, limpa o corpo e renova toda energia,
Água bendita, fonte da vida, princípio de nosso legado!
Mãe Terra! De pequena criada na ciência do Eterno Deus!
Bendita seja Mãe criadora, que fecunda e gera mais vidas,
Quando nas Estações e com festas, abençoa os filhos teus;
Fazei de nós um só corpo contigo, no final de nossas lidas!




20 comentários:

Cicero Edinaldo disse...

Terra, Fogo, ar e água..elementos distintos que unidos formam e revelam as maravilhas da natureza!
--
ps: as imagens estão magnificas.

Kellen Bittencourt disse...

Bela homenagem aos 4 elementos, essenciais nas nossas vidas! Excelente! Bom Domingo! Abçs

jackie disse...

Ohhh love it!!!

Flor de Lótus disse...

Oi,meu caro amigo saudade dos seus versos, as cosias andam corridas por aqui,quarta-feira completo mais 1 ano de vida e desde já te convido para comer uma fatia de bolo comigo.
Beijosssss

Ivone Poemas disse...

É quase divino quando nos sentimos assim, inspirados, vem logo essas maravilhas a nos fazer compartilhar!
Lindo post, esses seus versos lindos,..."abençoa os filhos teus, então torna-me contigo um só corpo, no final de minhas lidas", sim, quanto ao video, adorei, "...no fundo da terra..." todos nós um dia iremos, ou então nos tornaremos cinzas?!
Abraços amigo de alma linda!
Ivone

Ingrid disse...

elementos de vida..
versos de insipração..
beijo.

Arnoldo Pimentel disse...

Um belo poema inspirado nos elementos.Parabéns poeta

Flor de Jasmim disse...

Excelentes palavras e imagens!
Homenagem sentida...linda.

Beijinho e uma flor

Celina disse...

Parabéns poeta!Belíssimas imagens e versos que nos faz viajar!Os quatros elementos tão bem representados nas palavras que com maestria são colocadas em lindos versos.
Bom final de semana.
Abraço carinhoso Celina

Multiolhares disse...

A natureza é a nossa casa que nos abriga nos mata a fome nos faz viver, bonota homenagem que todos deveriamos reverenciar
bjs

Hana disse...

Este texto quase uma oração, que poema que se confunde com um culto a natureza, maravilhoso, me rendo em sensibilidade a cada palavra que li, vc me comoveu, amigo de muito tempo, vc sempre mexe lá no fundo da alma, em cada palavra, mas este texto foi tão profundo, que me emocionou!!Adoreiiiiiii!!
Com carinho
Hana

Maria disse...

Meu querido amigo muito obrigado pela sua presença, carinho e amizade nestes momentos tão dificeis devido à partida do meu paizinho. A sua homenagem é maravilhosa e foi colocada no meu post de hoje. Bem haja e que Deus o proteja hoje e sempre.
Um beijo
Maria

Bergilde disse...

Salve,
Poeta que saluta a mãe natureza com seus belos versos,meu carinho e abraço daqui distante agradecendo pelos parabéns que me deste também!

ValériaC disse...

Que lindeza de poema querido Poeta... encontro e inter-relação perfeita dos quatro elementos...derramados na forma de palavras em seus sublimes versos.
Ótima semana amigo, beijos...
Valéria

。♥ Smareis ♥。 disse...

Maravilhosa suas postagem. São elementos muito importante na natureza. As imagens são maravilhosas. Abraço e ótima semana.

LUZ disse...

Olá querido António,

Que bem escolhido tema!
Ar, Fogo, Ar, e Terra são os elementos, que embora tão diferentes e tão distintos, se auto-ajudam e se enlaçam, de forma prodigiosa, divina, direi mesmo.
Você conseguiu com essas quatro palavras, elaborar pequenos e deslumbrantes textos, lhe dando luxúria e cenário.
Mas, você dedilha as palavras, como poucos o fazem, e sua formação, como já me revelou, não é superior.
Tem o seu encanto e a outra Universidade, chamada VIDA, mas VIDA, com interesse, sabedoria e experiência.
Eu sou Terra, inclusive de signo, Virgem, e só me sinto segura com os pés bem assentes no chão.
Quanto ao vídeo postado, eu escuto, sempre os vídeos, que estão junto das postagens escritas, acho, que enriquece e explica tanta coisa, ele tem magníficas paisagens, onde a água é o principal elemento.

Boa semana com todos esses elementos tão essenciais à nossa existência.

Beijos de muito carinho e luz.

LUZ disse...

António, meu querido amigo,

Foi, com imenso prazer, que eu e o Breno recebemos e lemos seu comentário, no "Singularidades da História".
Embora, eu tenha deixado lá umas palavrinhas para você e para quem as quiser ler, é minha vontade, enaltecer, aqui, a transmissão de conhecimentos, que nos foi facultada.
Eu, já conhecia, um pouco da História dos Anunnaki, grupo de divindades, que se intitulavam como tendo sangue real ou prole de príncipe.
Os Higigi, outro grupo importante, tinham de trabalhar para os primeiros, porque lhes reconheciam superiordade.
Mas o nossso Planeta, que agora se chama Terra, se chamava, como sabe TIAMAT, há uns bons milhões de anos.

FICÇÃO CIENTÍFICA OU NÃO, A PAIXÃO POR ESSE TEMA, SUBSISTE EM MUITOS DE NÓS.

Beijos da mais terrestre e pura luz.

Fabrício Santiago disse...

lá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog O Árabe. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs

Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

LUCONI disse...

Ah meu amigo, que belo o teu poema, o fogo, o ar, a água e por fim a terra, o fogo que purifica, o ar sopro divino, dando ordem e condições de vida a tudo, a água que vivifica e por fim a terra, onde nossas raízes estão fincadas, quatro elementos essenciais, que você em uma inspiração Divina tão bem homenageou, homenageando-os louvou o Criador, que com Perfeição tudo criou, parabéns amigo, aqui caminha-se lentamente a luta é constante mas sei que com a graça de Deus o melhor acontecerá, beijos Luconi

**♥✿Franciete-✿♥** disse...

Meu querido eu sou terra e água que alimenta a terra, meu marido é fogo é por isso que eu consigo sempre apaga-lo, e termos uma relação mais ou menos equilibrada, beijinhos de luz e muita paz...