terça-feira, setembro 04, 2012

Fruto da Alma


Nesta fria tarde, ao som duma Ave-Maria,
O badalar dos sinos, parece uma canção.
Um canto choroso, e uma triste desolação,
Sussurra nesta alma, saudosa melancolia!

Senti tua ausência, e que tanto me acalentou,
Nas letras do poema e o amor que não morreu.
Agora com a lembrança do amor que foi só teu,
E uma lágrima vertida por quem tanto te amou.

Hoje esta tarde desperta um sofrimento,
Trazendo um dissabor, agora este lamento;
E esta Ave-Maria parecendo triste cortejo!

Chegara n’alma, enfim, este dia indesejado,
Um sonho interrompido, fim de nosso legado;
Aquilo que nos uniu, e fruto de nosso desejo!



*Virgínia - Pintura de Miguel Avataneo

38 comentários:

Tina Bruxinha disse...

Poeta Amigo...ler tuas palavras ouvindo ao fundo uma das + lindas canções...é como não ter asas + voar para o encontro marcado com o Pai!!! Parabéns...por fazer bom uso do dom que Deus te deu...Desejo que siga em frente neste caminho...carregando sempre um sentimento de Paz...e semeando nas trilhas as maravilhas do Amor!!! Abraços Fraternos sempre!!!

Flor de Jasmim disse...

Antônio
Linda esta fria tarde de um coração queimando de tanto amor!


Beijinho e uma flor

VILMA PIVA disse...

Antonio, querido amigo poeta, este é um dos teus mais belos sonetos que já li!Adorei!
Parabéns!! Beijos!

Toninhobira disse...

Coincidentemente amigo hoje falo da Ave Maria que vem e me consola,neste horario de muita emoção.
Belissimo soneto.
Minha admiração,abraços.
Muita paz e luz nos seus dias.

LUZ disse...

Olá querido Antônio,

Vou fazer plágio e plágio é crime, segundo afirmam, "não sei por onde começar", nem por onde lhe pegar.

Sabe sim, até porque falamos a mesma linguagem, para além do mesmo idioma, a Língua Portuguesa, e nos "conhecemos" muito bem.
Sentidos, pode ser do verbo sentir ou estar me referindo aos cinco sentidos, que Deus achou por bem dotar o homem e a mulher.

Gosto de Ave-Marias, de Santa-Marias e de Pai-Nossos. Sou Católica e me sinto bem, em paz, mas tenho um montão de defeitos, que reconheço tão bem!
Não meto a cabeça na areia, como as avestruzes.

A propósito de "Ave-Maria", o vídeo, que colocou junto ao seu post, está divino. Lindo de se ver, melodioso de se escutar e apropriado ao início de seu poema.

Escutou e viu os que coloquei em meus blogs? Coisas diferentes, mas dentro do contexto.

Quanto ao seu poema, aqui, em seu blog, que é diferente do que deixou no meu, sob forma de comentário, se fala de sentires sentidos, com sentidos.

"Senti tua ausência...nas letras do poema e o amor que não morreu".
Isso, é isso mesmo, que o poeta, seu "eu-lírico" sente, quer dizer e disse.

"E uma lágrima vertida por quem tanto te amou", acho que aqui, o verbo não está no tempo correto. O colocou no passsado, porque está "ferido", tão somente, isso.

E naquela tarde de leitura, de atenção e de procura, o sentimento despertou. Sim, porque só estava adormecido, calado, trancado no peito, magoado.

O SONHO IRÁ CONTINUAR. Não diga nada, há tanta verdade em nada se dizer.


E AGORA?


Ao longe, um vulto que aparece
de contornos ainda muito sumidos
no cair da noite, que se avizinha
que qeria que fosse tua e minha.

Ainda não me reconheceste
embora no delírio dos teus olhos
o desejo e a ternura, se adivinham
num ímpeto e fúria, que continham
o caminho ávido, que percorreste.

Te olhei, de vestido vermelho
longo, subtil, ousado, carente.
Nele atiraste tuas mãos fogosas
tua boca quente e libidinosa
teu olhar faminto, perdido e louco
e agora pra que queres meu corpo?


Luz


Resto de boa semana, com amor.
Beijos com sol, da Luz.



PS: António, me diga, por favor, consegue aceder ao meu outro blog "Luzes e Luares" ou não?
Estou fazendo essa pergunta, porque há seguidores, que não estão conseguindo. Obrigada.

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo poeta quanta nostálgia neste belissimo soneto, que ficou em perfeita sintonia com o "Ave Maria" sublime de Schubert.
Beijinhos
Maria

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido Poeta

O teu belo poema desenha letra a letra o vazio...a ausência...o espaço em branco das horas...a negridão das entrelinhas...um fio que se partiu...a luz que se perdeu no vazio do tempo num lamento de amor que o tempo calou.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

marlene disse...

ola poeta lindo emocionante estes versos de amor de saudade cheios d melancolia mas sempre lindos vim deixar um abraço boa tarde e um bom feriadão para voce com carinho marlene

Rita disse...

Que bom visitar vc e ler um poema tão bonito, escrito com palavras tão belas, fico feliz em poder ler o que de melhor vc posta
Abraços de bom final de semana
BJUSS
rITA!!!!

Celina disse...

Amigo Antonio, desculpa se custei desta vez te visitar, a minha filha está se recuperando e merece cuidados da familia, e o meu tempo tem sido pouco. Mais garanto que sinto o maior prazer vir até aqui e ver os teus poemas que só merecem a minha admiração.
O de hoje está lindo!Ainda com esta belíssima musica.Abraços Celina.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo

Há sempre
uma lembrança
de um amor,
trazida
por alguém
que partiu
de nossa vida,
mas que insiste
em não se mudar
de nosso coração.


Vamos semear esperanças pelo mundo
com os nossos mais bonitos sonhos.

Olinda Melo disse...


Caro Poeta


Adorei este seu poema, todo o sentimento que ele transporta, a lembrança de um amor e também dum sonho interrompido. Talvez o legado não se perca, porque o amor deixa a sua marca na alma e no coração.

Bom fim de semana.

Abraços

Olinda

Magia da Inês disse...

彡♡` Olá, amigo!

Lírico!!!

Bom fim de semana!
Beijinhos.♡彡.
¸.•°`♥✿⊱╮

vendedor de ilusão disse...

Olá,
Passando para desejar uma ótima noite de sábado e um excelente domingo.
Abraços.

Poetisa da Paz disse...

Olá Antonio! Demorei retribuir tua visita e agradecer seu carinho. Obrigada por seguir meu blog.

Gostei do que li por aqui,parabéns pelos expressivos versos. Vc sobeja inspiração! Abç!

LUCONI disse...

Meu amigo que escreve coisas tão lindas, repletas de saudades, que amor imenso este que te inspira de forma tão bela, adoro ler-te, obrigada pelo teu sempre carinho em teus comentários, beijos Luconi

Anne Lieri disse...

Antonio,vir aqui é sempre ler boas poesias!Parabéns pela inspiração!bjs e boa semana!

Evanir disse...

Antonio ,
È sempre uma alegria visitar seu blog onde sempre encontro belos poemas ditados pelo seu coração.
Agradeço o carinho da sua visita de maneira especial .
Te espero amanhã no meu blog para receber seu abraço ,
pois comemorar mas um ano de vida é uma vitoria para mim .
Beijos da sua sempre amiga,Evanir.

Cidinha disse...

Boa, noite amigo. Maravilhoso seu poema! E Ave Maria de Schuber perfeito amigo Lidio! Obrigada pelo seu carinho. Ando em falta, tive muitos problemas, más passarei por aqui mais vezes. Adoro ler vc! Meu abraço carinhoso e feliz semana.

Ivone Poemas disse...

Lindo soneto ao amor, ao som da Ave Maria, assim, tão linda, nos eleva a alma!
Amigo poeta querido, quanto agradeço ter você no meu espaço,interagindo, trocando ideias e fés!
Lá deixo sempre a resposta, assim podemos estar sempre perto, obrigada!
Abraços e beijos em seu lindo coração!

Rachel Rosa disse...

Lindo.
Esperamos mais de tuas inspirações.
Um abraço.

Zilani Célia disse...

OI ANTONIO!
NA TRISTEZA DESTE SONHO INTERROMPIDO, EIS QUE SURGE, A BELEZA DE UM TEXTO BEM ESCRITO...
PARABÉNS AMIGO PELA BELA INSPIRAÇÃO.
ABRÇS


zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

MARILENE disse...

Um fim que não se deseja faz doer a alma. E por muito tempo. A tarde que descreveu ficou linda, apesar da melancolia retratada. Bjs.

BlueShell disse...

Excelente....rico em sentidos e em sentires...
Meu obrigada e minha admiração. BShell

Regina Rozenbaum disse...

Antônio amado!
Não, não me esqueci de vc!!! É que tenho blogado bem pouco e visitado somente os amigos que por lá aparecem. Tempos difíceis...muitas mudanças...enfim "coisas" da vida. Fiquei imensamente feliz com sua visita e lembrança..."coincidência"? É que está lá, hoje, a postagem desse 5773...Penso que vai gostar da analogia das diferentes doçuras. Também rezarei, como sempre, pela Paz Universal entre outros pedidos que sempre faço a ELE. SHANÁ TOVÁ UMETUKÁ para você e todos os seus amados!!!
Com o carinho de sempre

Regina Rozenbaum disse...

Ah voltei para dizer que sua poesia continua linda e intensa...vozes de uma alma iluminada!!!
Beijuuss n.a.

Celina disse...

Oi amigo Antonio, muito obrigada pela visita vc é muito gentil, não precisa de tapete vermelho para ir aí, vou com todo carinho, agora sinto um prazer imenso em sentir nos pés a frescura das flores desprendidas dos pés de jambo. um abraço fraterno, Celina

Mery disse...

Belíssima poesia, e eu adoro as Ave-Marias;
nostálgico "um canto choroso" e o badalar dos sinos*...parece canção!
Saudosa melancolia*( é tudo de lindo!
beijinho pra ti.

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo poeta muito obrigado pelo poema maravilhoso com cheirinho a primavera que deixou no meu cantinho. Irei publicá-lo amanhã para que não fique apenas nos comentários.
Nas asas da amizade envio um grande beijinho.
Maria

O Árabe disse...

Encantado estou, irmão. Que bela imagem e que belo soneto! Meu abraço, bom resto de semana. Salam Aleikum!

Evanir disse...

Boa Tarde Anjo Lindo.
Hoje venho agradecer o carinho deixado no meu blog pelo meu aniversário.
Agradeço a Deus por ter sua amizade e carinho muito tem me ajudado a romper
muitos momentos difícil pelo qual tenho passado.
A amizade é tudo nesses momentos conhecemos o carinho da amizade Sincera.
Beijos no seu coração.
Meu eterno agradecimento,Evanir..

Rita disse...

Simplesmente divino
Ler e ouvir o que vc tem de
melhor, Ave-Maria é gratificante
Parabéns
Abraços de boa noite
Bjs
Rita!!!

vendedor de ilusão disse...

Olá caro amigo,
Com satisfação lhe comunico que saiu a programação do 1º Prosas Poéticas; saiba em que dia será feita a sua apresentação.
Um abraço e até mais!

O Árabe disse...

Meu abraço, irmâo; aguardo o novo pots. Boa semana, Salam Aleikum!

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Bravissomo! Lindo poema.
Encantados ja seguimos aqui
e esperamos
la no Espelhando por sua visita.

OceanoAzul.Sonhos disse...

Duma envolvencia enorme!

abraço poeta
cvb

Flor de Lótus disse...

Olá meu caro poeta!E a vida não são só flores,temos também que viver os espinhos e às vezes o que nos resta é recordar dos bons momentos que vivemos e seguir em frente.
Um forte abraço!

Santa Cruz Diácono Gomes disse...

Amigo lindo ler os teus poemas écomo ler as mais belas canções adorei.
Beijos
Santa Cruz