quinta-feira, novembro 01, 2012

Poema Ferido


Pesaroso, aflitivo, e nas sendas do meu destino 
Escrevo no livro da vida, amargo, sem esperança 
As letras desajustadas, sem rumo, um desatino 
Que usurpa e subverte, a graça de nossa criança 

Degusto o vinho amargo, impuro, acre, azedo 
De uma vide apodrecida que hoje causa repulsa 
Outrora doce esperança, e agora um arremedo 
Sinistro da minha visão, da alma triste convulsa 

Quanto mais de sangue, ainda será deitado 
Para que a esperança, do sonho deste legado, 
Sepulte toda virtude, restante e enfraquecida? 

É neste triste enredo, macabro de nossa história 
Da nossa dignidade, e tornando em luta inglória, 
Que o mote é sangue deitado, da alma justa, ferida.



Infelizmente, nem só de flores viverá o poeta... 
Porém as flores serão as últimas para aqueles que tiveram a vida abreviada por um trágico destino. 
Quando é que teremos Paz? 
Até quando viveremos rendidos ao terror propagado por humanos que não se contentam em apenas subtrair o dinheiro, ou um pertence da vítima? 
Eles matam, roubam e destroem uma vida que com sacrifício lutou para conquistar um bem. Estamos numa guerra tão destrutiva e sangrenta quanto aquelas promovidas pelo Jihad, pelos cartéis do México, ou pelos ataques suicidas dos extremistas, onde inocentes tem suas vidas ceifadas covardemente. Não poupam nem a mais sofrida das velhinhas... Até quando? No caso brasileiro, a situação vem de longe e é tão complexa quanto à de outros países. Não sou expert em questões sociais, terreno onde os intelectuais trafegam com tanta desenvoltura. Apenas externo aqui meus sentimentos, como o de qualquer outro cidadão deste país e desta cidade... 
Uma onda de ataques contra agentes da lei, civis, e até mesmo disputas de territórios por gangues rivais está ceifando vidas como nunca fora visto! Por outro lado, policiais travam uma guerra contra essas facções. Nem mesmo na época da ditadura militar, se via tamanha violência. Os terroristas da democracia queimam ônibus, atiram em postos policiais, impõem toque de recolher, torturam oponentes, assassinam jornalista (Tim Lopes), e a população fica a mercê de tudo isso.
O governo ao não votar a reforma do código penal, para dar suporte e respaldo ao Executivo, mostra fraqueza. É fraco quando não trabalha para criar leis que sejam adequadas, pois basta ver a situação dos presídios para constatar que é de lá onde a criminalidade faz seu aprendizado... O que temos são leis ultrapassadas que só faziam sentido no inicio do século XX. 
Creio que esta cruzada será longa, e infelizmente a meu ver, cobrará um preço muito alto!

36 comentários:

Dorli disse...

Oi meu amigo
Uma súplica doída a sua poesia, destruíram as fontes do nosso civismo.
Nada que seja feito vai mudar a humanidade, mas temos que tentar
Um beijo
Lua Singular

Olinda Melo disse...


Caro Antônio

Este seu poema complementado pela sua reflexão coloca-nos no centro de toda esta problemática da violência que grassa pelo mundo inteiro, por cá e também aí, tão grave que faz doer o coração.

Temos de agradecer esta sua atitude, atento aos males da sociedade, uma situação que todos devemos denunciar e assinalar para que quem de direito tome as devidas providências, legislando, providenciando para que os cidadãos possam viver em paz.

Obrigada e Bem Haja.

Abraço

Olinda

Rose disse...

Oi Antônio, seu poema é uma pérola! Que maestria! Tenha uma linda semana. Abração!

Cristian Lisandru disse...

Bons pensamentos no fim de semana! Eu gosto muito de seus poemas com um toque social. Com respeito...

Dulce Morais disse...

Antônio,
É triste ver individuos destruir vidas de maneira impune. É tão injusto ver e não poder fazer nada porque as leis podem ser contornadas. Eles sabem que não há castigo e não recuam sabendo que estão protegidos pelas leis que deveriam proteger as suas vítimas.
O seu país é tão belo! O seu povo tem maravilhas no olhar! Sou apenas uma observadora externa, mas fica aqui o meu sentimento.
Um abraço!

Flor de Lótus disse...

Oi,Antônio!Triste viu, cada vez que leio os jornais me apavoro é gente inocente morrendo por incompetência nos hospitais, é a violência que nos faz refém, a justiça mantém os ladrões impunes enquanto eles estão soltos por ai nós estamos presos.E não vejo muita luz no fim desse túnel.
Beijosss

Dorli disse...

Olá!
Acabei de abri o computador vi seu comentário. Agradeço suas lindas palavras diferentes de muitas outras e, para elas acabei de postar meu desabafo.
Beijos
Lua Singular

Dorli disse...

Oi amigo:
Quando vi seu comentário antes de publicar cliquei no seu nome e cheguei no seu blog para me lastimar.
Mas agora postei todos que tinham lá
Desculpa, apavorei.
Beijos
Lua Singular

Ange disse...

Prezado António, você posta aqui um texto quase ficção, mas que infelizmente é muito verídico. Uma verdade que se faz presente em nossa sociedade, em nossos bairros, em nossas ruas... Uma triste verdade meu amigo!
Nem por menos lhe desejo aqui uma linda noite!
Meu carinho de sempre.
Ange.

luna luna disse...

infelizmente o mundo esta macabro, cada vez mais as pessoas perderam os sentimentos, no fundo o mundo é reflexo do que nos tornamos, que tudo isto ainda possa mudar
beijos

LUZ disse...

Olá estimado Antônio,

Li seu poema, seu texto/desabafo/verdade e escutei o vídeo, pois só assim, poderia fazer um comentário consciente.

Quanto ao poema ele retrata o que lhe vai na alma, sofrida.
Não o considero um poeta social, de intervenção,direi, mas sei que a sua visão é de longo alcance.
Prefiro que fale de amor, mas "nem só de pão vive o homem".

O seu texto põe a nu a realidade brasileira e a de outros países, também, indiretamente.
Sabe, querido amigo, eu acho que em Ditadura nunca há "violência" isso é, você pode se passear calmamente na rua, porque não vai ser assaltado, não vai ser esfaqueado nem morto.
Há bandido, claro, mas ou está na cadeia, ou é votado à lei do ostracismo ou foi morto, mas ninguém sabe o que foi que lhe aconteceu. Sumiu, desapareceu e ponto final.
Devo dizer-lhe que sou a favor da ordem e da disciplina.

De que serve ter liberdade oral, de expressão, melhor dizendo, ou seja dizer mal do político "A" ou "B" e não ter segurança, sossego e paz social?

Eu não quero pronunciar-me sobre a sua Pátria, que tanto ama, porque sou Portuguesa e portanto, só vocês podem e sabem avaliar o que aí se passa, mas você já sabe qual a minha opinião.

Escutei o vídeo, que fala de paz e pergunta: o que é que você faz pela paz?
Escrevemos, não é?

O MUNDO PRECISA MUDAR!

Grata por seu brilhante comentário, em forma de poema, em meu blog.

Bom final de semana.
Beijos da Luz, com ternura e apreço.



Quero escrever as alegrias
Apagar as enormes dores
Desenhar a solidão, a cores
E usar sorrisos todos os dias.

Quero preencher vazios
Retratados nesses rostos
De mágoa, angústia e temor
E fazer renascer o amor.

Quero vos ver felizes e serenos
Quero vida jorrando, acontecendo
Nestas novas formas, renascendo
Para um mundo diferente, chegando.


Luz.

Flor de Jasmim disse...

Antônio até dói ao ler,diria mesmo ao ouvir este teu grito. Infelizmente este é o retrato do sofrimento que muitos de nós estamos a ser vitimas, é triste ao ver os valores morais e sentimentos serem colocados de fora por egoismo do homem.
Bom fim de semana meu amigo

Beijinho e uma flor

Clik disse...

Olá Antônio!

Grato por tua visita e comentário!

Que Poema realista, trise mesmo,

uma realidade que vivemos,

Suas palavras em reflexão tocam

no coração!

DEUS abençoe seu final de semana!

e que a Paz volte meu Amigo.

Mery disse...

Súplica ou grito Um lamento em forma de poema. E eu pergunto também "até quando ? E o Governo finge nada acontecer, é fraco e omisso ...as prioridades Deles são outras; a vida não importa tanto hoje.
NEm mesmo na época dos militares !!
Concordo.
Está banalizado o crime, enfim a vida ... Me emocionei pois ñ vejo nenhuma esperança, juro.
"Ceifando vidas" e nós "os brAsileiros só assistimos e choramos nossos parentes e amigos mortos nessa guerra branca(?)
A presidenta é o pior exemplo e ...deixa! (pode excluir meu comentário se achar melhor
beijos, querido amigo "meu futuro é incerto "muito, sou moradora de um lugar q "dizem estar pacificado... Cínicos!

O Profeta disse...

São mudas as neblinas nesta ilha
É de pobreza o pão que alimenta o meu sentir
Oiço o mar com os meus próprios dedos
Parti do desencontro dos meus derradeiros medos

Parti e deixei no cais mil dúvidas
Lembrei tempos que corri feliz pelas amoras
Nesses dias bebi sofregamente a vida
Nesses dias a minha alegria era incontida

Um radioso fim de semana

Abraço

LUCONI disse...

Querido amigo, os justos choram, muitos tão simplórios que nem sabem o que ocorre, só descobrem quando a vida de alguém que tanto ama é ceifada, o povo brasileiro na minha opinião é extremamente omisso, para mim nem deveria ter sido realizada as eleições, o povo em sinal de protesto simplesmente faria greve de voto e ponto final, por lei seria obrigados a trocar todos os candidatos, mas o povo nem pensa nisso, nem cogita e ainda como eu vi e ouvi muitos por aqui vendem o seu voto para quem der vantagem, ou seja são corruptos iguais apenas lhes falta a oportunidade. Desculpa meu amigo, pagam os inocentes, mas o povo em geral paga pela sua falta de caráter e atitude, acredito que inclusive eu. Vê meu amigo não sou tão boazinha assim, beijos Luconi

Maria Adeladia disse...

São muitos problema no mundo mesmo, querida! Doe o nosso coração em ver tanta violência, tanto desamor!

Beijos linda!

Maria Adeladia disse...

ANTONIO LÍDIO: Oi! Sua postagem é um amor!

Menino, tenha um domingo e um início semana na paz de Deus!!!
Beijos!

Cigana Raicha disse...

Boa noite meu querido, passando para te desejar uma semana de vitória que vc tenha muitos motivos pra sorrir.
Optchá!
Cigana Raicha
http://ciganaluminosa.blogspot.com.br/

O Árabe disse...

Bela imagem e belo texto, meu irmão! A luta é árdua, sim... mas haveremos de vencê-las, graças às nossas vozes! Meu abraço, boa semana. Salam Aleikum!

Celina disse...

É QUERIDO AMIGO É UMA LÁSTIMA , UM PAÍS QUE SE DIZ DEMOCRATA MATAR TANTA GENTE, PAIS DE FAMILIA QUE LUTAM PARA GANHAR O PÃO DE CADA DIA, PERDEM A VIDA COMO SE ELA NÃO VALESSEM NADA , DEPOIS DE MUITOS PERDEREM A VIDA AGORA TALVEZ ENCONTRE UM MEIO DE PARAR, PROCURANDO PROVIDENCIAS. AMIGO A SUA POESIA E LINDA, ABRAÇOS E UMA SEMANA DE MUITA PAZ. CELINA

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

Um triste e dorido poema, infelizmente muito verdadeiro.
Quando o mundo terá paz, é uma pergunta que fica sempre em nós.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Lorena Viana, disse...

Meu querido, que engrandecedor saber que com minhas humildes palavras, consigo alcançar seu coração e transmiti um pouquinho de paz! Em umas postagens atrás falava que de um imenso e maior desejo que tenho... a PAZ!
Mesmo você morando em metrópole, aqui no meu interior é bem difícil a convivência. Pois interior, todos se conhecem, comentar, fala, almeja inveja e maldade... o que eu mais procuro na minha vida é paz! Paz de saber que não sou alvo de falação, paz em saber que os direitos da criança são preservados e paz para os animais, que são vítima de atos absurdos pelos humanos.
Beijo no coração.
Um dia abençoado e cheio de dádivas!
Lorena Viana

O Profeta disse...

Cinco letras…
Cinco pontas de cadente perdida na aurora
Na loucura de alguns instantes escrevo
Descalço vou adiante num ir longe, embora

Solto das mãos murmúrios sussurrantes
Do basalto explode um bando de pombos bravos, alguns negros
Há um livro branco apenas com a palavra ausência
Há uma carta de marear para um rumo de mil segredos

Flores de solidão crescem em pedaços de fria lava
Um espantalho saltou-me do bolso a remexer
Uma sombra desceu a janela e tocou-me
Cerrei olhos para sentir o que não queria ver

Luminoso fim de semana

Abraço

Rita disse...

└──●►
Nesse sábado quero deixar um abraço
e um final de semana cheio de muita
alegria, gostar dos seus post me faz
feliz pq tem tudo que gosto
Lindo como sempre,parabéns
Agradeço sempre sua visita
Bjuss
Rita
└──●►

Magia da Inês disse...

¸.•°✿⊱╮╮

Os bandidos estão soltos e os prisioneiros do medo somos nós.
Boa semana!
Beijinhos.
Brasil
¸.•°✿⊱

Celina disse...

Oi amigo, obrigada pelo lindo comentário, Deus oriente quem tem o poder de amenizar todo esses sofrimentos, quando não podemos nada fazer, só orando.Um abraço fraterno Celina.

Sensibilidade a navegar com poesias disse...

Parabéns pelo belo Blog...voltarei...te seguindo

Smareis disse...

Olá Amigo!

Uma súplica dolorida que escreves.

Quando o mundo terá paz, é uma pergunta que vai morrendo dentro de cada um de nós, infelizmente!
Não sei se existe forma pra mudar algo, só penso que a esperança por mais pequena que existe, ainda corre veloz dentro de mim.

Grande abraço!

ótima semana!

O Árabe disse...

Meu abraço, irmão; boa semana. Salam Aleikum!

ZilMar disse...

caro Poeta,seu poema nos coloca diante do estamos vivenciando no agora...é surreal...

concordo com seu texto...estamos numa guerra civil...temos um poder paralelo...e não adianta subestimar...pessoas estão sendo dizimadas...

é sempre uma honra sua visita Antônio Lidio Gomes.

meu abraço afetuoso!

Zil

Evanir disse...

Bom Dia Amigo.
Seu poema tão bem escrito lindo mais doido demais.
A verdade sempre dói muito mesmo.
Um abençoado feriado beijos sua amiga sempre,Evanir.

Celina disse...

Oi amigo passei para te agradecer a visita e retribuir com votos de muitas felicidades. Um abraço Celina.

Toninhobira disse...

Ah, amigo, até quando vamos nos inspirar nestas nóias que nos vigia noite e dia?
Assistimos estarrecidos diante da inercia e da lei e dos gestores destas.Não, não se entende,a demora para as soluções, que venham amenizar esta angustia, este medo.Ver familias sendo estraçalhadas em cada minuto, o terror espalhado pela sociedade, é mesmo desalentador.
Paz amigo no seu coração e que a poesia lhe afague o coração,pois a rua esta um inferno.
Mas, parabens pela inspiração e pelo lindo depoimento.
Um abração com minha admiração sempre.

Elder Prior disse...

Também gostei muito do seu blog meu amigo...estou compartilhando as mesmas dores...

Dorli disse...

Oi desaparecido, pra quem me aplaudiu de pé...
Vem contos por aí.
Gostaria que você lesse meu filho Cristovam.
No meu blog, no design do lado direito tem a figura de Malcolm X, clica nele.
Beijos
Lua Singular