quarta-feira, janeiro 25, 2012

Sogno D’amore



Procurei pelos sonhos, em poemas e quimeras
Teu amor angelical nos perfumes entre as rosas;
No lirismo das palavras inefáveis e tão belas
Nas baladas de um amor, delicadas e amorosas.

Vi ainda teu encanto, amoroso, mas tão triste
Vi-te florescer, entre as rosas e o amor.
Foram meus anseios de um céu que não existe
São meus tristes sonhos sem beleza e sem cor.

São todos os sonhos de aromal enflorecido
Vagos pelo céu, entre as nuvens mesmo assim;
Lindo, esplendoroso, arrebatado, indefinido
Junto aos teus braços com amor e tudo enfim.

Ouço tua voz neste sonho esplendoroso
Sinto teu amor das notalgicas fragrâncias;
Vejo os meus sonhos desse amor maravilhoso
Todos acabarem na angústia das distâncias!