domingo, setembro 29, 2013

A Noiva do Altar


Mas eis que em chegado o momento
Numa alcova, felizes – hoje radiantes,
Enfim, sós – e os dois corpos arfantes,
Esfregam-se em frenético movimento...

A noiva do altar, solene, e decorosa,
Por entre beijos, lânguidos, calientes;
Desabrocha em toques sutis, ardentes,
Feito um botão, delicado de uma rosa...

A musa do altar, sacrossanta, nua,
Rompia o véu dos segredos de amor
Junto com a noite, tão somente sua!

A mística encarnação, santa e gótica,
De delicada noiva, pura, imaculada,
Era uma ilusão, esplêndida de óptica!

quarta-feira, setembro 25, 2013

Noiva


No átrio santo, misteriosa, encantadora,
Está assim a noiva, diante do altar;
Parecendo no céu, a Deus celebrar,
Com uma aura de Virgem Consoladora...

A fascinante visão no recinto sagrado,
Diante do altar marmóreo, em prantos
Diante do Cristo, dos anjos, e santos,
Espera seu eleito, por Deus preparado...

Ó noiva dos sonhos doces, belos e castos!
Sim, pois com eles o amado vem,
Trazer para si, os sonhos doces e vastos.

Numa auréola espiritual de formosuras,
Eis que esta noiva é a pureza duma santa,
No gótico altar, sacrossanto das figuras...