domingo, março 10, 2013

Divino Encanto


Gostaria de dizer algo sobre mulheres que sofrem, e são agredidas física e verbalmente em seus lares, muitas levadas a óbito por quem deveria amar e ser companheiro...
Não é assim.
É muito triste estes momentos...
Então, optei por homenageá-las assim:


Quando teu amor das formas inefáveis,
Fenecer, em tuas veias para sempre;
Quando os brilhos teus, límpidos, amáveis,
Esmorecerem para o céu eternamente,

Quem sabe, feito angélica doçura,
Alma Santa, encantadora, graciosa;
Rosa de Sarom, de Cântico, ternura,
E com a beleza, serena e dolorosa,

Fará com que, relembre esta beleza,
Com as rosas, as flores e a certeza,
Neste êxtase, de místico recanto...

Procuro ainda teu amor, dilacerado,
Contudo, com o espírito enlevado,
No silencio doloroso deste encanto...