terça-feira, agosto 11, 2015

De Coração


Nosso coração, divino, laborioso,
Motor da vida, dos sonhos idílicos
Dos nossos olhos carnais e físicos
Dita um ritmo latente, melodioso...

Ele é um relógio a trabalhar perfeito,
Em nossa carne dolente neste casulo
Da vida hoje, e para a morte um pulo,
Ecoa silente, soturno dentro do peito...

Mas ao chegar a noite que se inicia,
Com o ocaso e o sono que acaricia,
Cobre-nos o manto suave da ilusão...

                          É quando a alma sai da realidade,                         
 Ao sonhar com reinos de divindade,
De nossa astral e triste desilusão...
                                                         

9 comentários:

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo um regresso em grande, um novo visual no seu blogue, cheio de charme e encanto e um soneto de coração a tocar o nosso coração.
Fiquei muito contente pelo seu regresso.
Beijinhos
Maria

Olinda Melo disse...


Caro Antônio

Muito obrigada pela sua visita e por este poema com que nos acarinha:
O Coração esse órgão incrível que dita amor e que sofre quando a desilusão
lhe bate à porta.

Grande abraço, meu amigo.

Olinda

Evanir disse...

Meu amigo Querido.
Fiquei feliz em ver seu comentário no meu blog
quanto tempo fazia que meu amiga ñ aparecia.
Antonio.Sinto falta das amizades mais antiga,
e sincera , que nos unia a alguns anos atrás.
Hoje esta tudo diferente meu amigo.
Com quase 11 anos com blog muitas vezes me pergunto pra que ?
Amigo.Tenho passado por uns tempos duro de passar
minha vida esta difícil .
Fui operada após uma longa espera com meu plano de saúde
agora tenho uma filha com grave problema.
Amigo fase triste todos nos temos,
mas confesso estou cansada e triste também.
Agradeço sua força meu amigo.
E agradeço a Deus por fazer parte das suas amizades.
Um beijo carinhoso dessa sua amiga.
Evanir.

Evanir disse...

Amigo ainda posso postar seus poemas
como fazia antes??

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Ah meu amigo, fiquei feliz com a surpresa, primeiro seu generoso comentário, depois o teu convite para teu retorno, que bom há tempos me perguntava o que teria acontecido. Eu de minha parte fiquei meses sem net e também sem tempo livre, há um mês mais ou menos comecei a Sabe retornar apesar que o tempo ainda está curto, mas estou aprendendo a administra-lo melhor.

Teu poema como sempre sublime, fala tão bem do coração, hoje ele bate, no próximo segundo quem o sabe? Ao mesmo tempo que nos lembra da fragilidade da existência, nos mostra como é bom voar livre embebedando-se nas belezas espirituais e depois no retorno o choque da realidade. Só tenho que te aplaudir e de pé. Sabe meu amigo se não fosse estas fugas de nossa alma como conseguiríamos continuar nesta Terra onde o materialismo e egoísmo impera em todos os cantos, em todos os caminhos. Antonio parabéns pela tua volta e obrigada por continuares o teu caminho aqui em tua casa na net, nos faz um bem imenso. Beijos Luconi

Celina disse...

Ah meu amigo, como admiro, ser poetas é lindo demais, ter o dom dado por Deus de poder em versos dizer da vossa tristeza ou alegria, que nunca lhes falte inspiração para continuar escrevendo as suas belas mensagens, Abraços

Toninho disse...

Olá amigo, que bom saber de voce come sta bela arte e traduzir belamente este coração, que sabe cada etapa destes processos, que balançam o coração com todas as emoções.
Uma bela construção/inspiração no seu soneto perfeito.
Um abraço de muita paz e que Deus nos proteja dos males da alma.
Bom fim de semana.

Evanir disse...

Bom Dia Amigo.
Venho desejar um feliz Domingo também pedir para vc ir ver se gostou da postagem ,
pois como pedi orgulhosamente postei um poema lindo do meu amigo .
Estou feliz demais com sua volta e nela se lembrar de mim essa sua antiga amiga que jamais esqueci de vc e da nossa grande amizade.
Beijos no coração.
Um feliz Domingo.
Evanir.

Evanir disse...

Meu amigo Querido.
http://aviagem1.blogspot.com.br/

Postei você e uma Portuguesa como fazia antigamente.
Como o povo passa direto lendo final da postagem postei o seu e tem uma imagem que fiz com muito carinho com o nome da sua poesia.
E procuro postar poemas mais antigo
amo recordar.
Vou colocar endereço do seu blog na postagem ,
Deus te abrace com amor beijos.
Evanir.