quarta-feira, agosto 19, 2015

Dá-me da tua Essência


Essência das Essências perfumada,
Entre espinhos lutuosos do martírio;
Estás linda entre as flores adornada,
Graciosa Flor das flores meu delírio...

Entre rosas de perfumes matinais,
Sedutora, delicada e vaporosa;
Entre as flores perfumosas imortais,
Dos amores virginais e melindrosa...

Com o amor, entretanto prevalece,
O aroma perfumoso e almejado,
Que o orvalho feito lágrima conhece...

Mas os sonhos floridos da Primavera,
Que em minh'alma hoje feneceu,
Foram sonhos desta última Quimera...